Páginas

Subscribe Twitter

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Emagrecer: como eu consegui

No dia 28 de junho, eu cansei! Cansei de esperar pela cirurgia bariátrica, cansei de ter diabetes, hipertensão... Cansei de ter que tomar vários remédios por dia, de me sentir cansada, com dores, de enfrentar todos os problemas que a obesidade me trouxe. 

No dia 28 de junho - fim do mês, uma sexta-feira - eu decidi que não queria mais ser vítima de mim mesma. 
Essa é uma looonga história que começa assim. Depois de chegar a 134,7 Kg (não tenho registro de ter pesado mais, mas é possível), eu decidi fazer a cirurgia bariátrica e corri atrás do meu sonho. Conto um pouco desse processo aqui, aqui, aqui e aqui.

Pois bem... depois de percorrer esse longo caminho em busca da cirurgia (desde 2011), eu finalmente consegui todos os laudos, exames e autorizações necessários e fui liberada para operar em junho de 2013, mas... no Instituto Fernando Barroso, há muitos pacientes a serem operados pela Amil e a espera é de cerca de seis meses depois de ser clinicamente liberado. Ou seja, levei todos os documentos ao Instituto em junho e fui para o final da fila, em janeiro. O que você faria no meu lugar? EU surtei!

Surtei, mas de um jeito bom! Depois de lutar tanto, por mais de um ano e meio pela cirurgia, eu decidi que não iria mais esperar sentada. Eu tinha tempo, tinha vontade, tinha apoio... Queria muito perder peso e deixar de ser diabética e hipertensa. E foi aí que comecei a trilhar um novo caminho...

Em 28 de junho de 2013 eu dei início a uma nova jornada, que agora eu tenho certeza, iria mudar para sempre a minha vida. Falei dela aqui no blog. 

E foi assim que eu mudei. E eu, que cheguei a pesar 134,7 kg, passei a 117 kg.

A primeira coisa que eu fiz foi começar a pesquisar sobre alimentação saudável. Eu sei que todo-mundo-sabe-o-que-fazer-pra-emagrecer, mas eu não estava satisfeita em comer o que me diziam. Eu queria saber como e porque comer. O primeiro texto que li nesse dia foi do blog Acredita, Bonita!, que de fato trouxe informações novas sobre alimentação e exercícios pra mim. Depois disso, fui investigar mais a fundo e passei a ler diariamente sobre como preparar os alimentos para extrair o melhor deles.
Li sobre calorias, processos industriais, nutrição... Ainda leio, aliás. Comecei a pensar no processo nutricional de outra maneira: estou viva e por isso preciso me ALIMENTAR para continuar vivendo - e chocolate, açúcar, margarina, barrinha de cereal, maionese, biscoito, refrigerante, suco de caixinha etc etc NÃO SÃO alimentos! São apenas coisas que a gente inventou de ingerir, mas que não somente não alimentam como podem até fazer mal. Estou cortando tudo aos poucos!  Vou retirando devagar coisas da minha dieta simplesmente porque elas não interessam pro meu corpo, não fazem nada por ele. Não dou a mínima para as calorias! Elas podem nos enganar: quantas calorias tem uma latinha de guaraná zero? E 2 litros? Pois é! Quando você conta calorias, você se deixa levar por essas armadilhas. Como não tem calorias, você acaba tomando demais. Por outro lado, quando você "conta" saúde e nutrição, as armadilhas são bem claras e você consegue evitá-las com mais clareza. Por exemplo, às três da tarde eu devo fazer um lanche, mas estou na rua. O que comer? Uma barrinha de cereal diet (pois sou diabética) ou uma maçã com casca e algumas castanhas sem sal? Obviamente o segundo lanche tem um pouco mais de calorias, mas é mais saudável, e vai me nutrir mais do que a barrinha de cereal industrializada. (Aliás, uma excelente dica que eu dou é a página Do Campo à Mesa, no Facebook e o seu canal no YouTube, que tem um vídeo muito esclarecedor sobre as barrinhas de cereal. Vale muito a pena conferir!) Outro exemplo é o abacate. Essa é uma fruta bastante temida pelas pessoas "em dieta" porque é calórica. O abacate é um alimento e tanto! Faça suas pesquisas e descubra: o abacate tem gorduras boas, carboidrato (e ele é necessário, viu? Te dá energia!) e uma série de micronutrientes que estão lá pra te saciar e alimentar. 
Uma coisa muito importante que passei a fazer é comer a cada 3 horas. Não pular refeições e não atrasá-las é fundamental. Primeiro porque sou diabética, e a briga é para manter a insulina equilibrada, sem picos. Segundo porque quando você se priva de comer, você prejudica o funcionamento do corpo e altera o metabolismo. Ao contrário do que muita gente pensa, o corpo não tira energia das reservas de gordura quando você pula o café da manhã, mas da massa magra, seus músculos!!! E seus músculos não devem diminuir, mas crescer! Mais músculos garantem mais força, mais estabilidade, mais segurança aos ossos, maior queima calórica, menos  flacidez... Por isso que fazer musculação é preciso! Nós precisamos de músculos maiores (não precisa ser do tamanho de halterofilista!) para ter mais saúde. E também é por isso que precisamos comer a cada 3 horas: porque esse é o tempo médio do processo digestivo. Depois de 3 horas que você almoçou (se você comeu as porções do tamanho ideal), seu estômago já está vazio. No início da reeducação, eu programava o celular para despertar pra me avisar que estava na hora de comer. Hoje, apenas presto atenção na hora que estou comendo e faço o cálculo de quando vou ter que comer de novo. 
Outra coisa extremamente importante é o consumo de água, mas eu ainda preciso melhorar muito nessa área! 
Na tentativa de comer melhor, fui cortando aos poucos o máximo de industrializados que eu consegui: extrato de tomate, knorr e temperos prontos, ketchup, mostarda, maionese, margarina e manteiga, refrigerantes, açúcar, biscoitos, frios e embutidos, hambúrguer congelado... Passei a comer arroz integral com grãos (Ráris), pão integral (mesmo assim eu procuro comprar aqueles sem açúcar nem gordura vegetal, como o de cenoura da Wickbold), passamos a consumir leite desnatado, muita aveia, frutas e legumes. Como eu sou diabética, evito sucos concentrados. Tomo apenas sucos caseiros acrescidos de água e adoçante. O adoçante passou a ser sucralose (Línea) e o maridão se animou e passou a usar adoçante também. Não como doces com açúcar. Salvo raríssimas vezes que como um bombonzinho ou um pedaço de bolo, quando bate aquela super vontade de doce eu recorro à bananada sem adição de açúcar ou improvisos como mingau de aveia com banana ou achocolatado Gold. 
No café da manhã eu sempre como um sanduíche de pão integral com banana amassada ou queijo minas ou requeijão light e tomo café com adoçante. Às vezes, pode rolar uma vitamina ou uma fruta picada. 
No almoço, procuro sempre comer uma porção de arroz integral, uma de proteína, uma de feijão ou lentilha e duas de legumes e verduras. Procuro comer sempre alguma coisinha crua: tomate, cenoura, beterraba, pepino, alface... Sempre tento manter as vitaminas dos legumes que cozinhar, usando o vapor. Para temperar, abuso do alho, cebola, pimentão, orégano, cheiro verde, alho poró, azeite, azeitona, manjericão, hortelã, coentro... Uso sal light
No jantar, eu não tenho muita regra. Normalmente, faço algum malabarismo com o que sobrou do almoço ou tomo uma vitamina, ou uma canjinha ou faço uma saladona com vários ingredientes... 
De lá pra cá, baixei vídeos de exercícios na internet, comprei halteres, caneleiras, colchonetes, um tênis de corrida, uma corda (de pular), um sensor de corrida, uma panela de vapor, um mixer, roupa pra academia... Finalmente entrei na academia e fiz força para mudar meus hábitos. E eles estão mudando...

7 comentários:

  1. Sei que não sou menina, mas vou comentar do mesmo jeito.

    Parabéns, Vanessa, por toda a dedicação que você está tendo em cuidar da sua saúde. Eu, por conta de mudanças radicais em horário de trabalho e final de período na faculdade, dei uma relaxada muito feia e engordei alguns quilos de volta. Assim que chegar fevereiro, quando terminar meu período, vou voltar a fazer academia e a cuidar melhor de mim. Antes disso, já vou tentar fazer algumas coisinhas aos poucos, retomar a dieta e me manter saudável. Se não pela estética, acho que a saúde é o que temos de mais importante para nos motivar à mudança.

    Beijos, e continue firme!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns minha flor pela força de vontade!
    Você ta ótima!
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Muito exemplo você, Vanessa!! Nossa história é bem parecida!! Você é um super exemplo pra mim!! Não tem segredo, o negócio é a gente animar, fazer exercício físico e escolher melhor o que comer! Já depois de ter emagrecido bastante eu descobri a glicose alta, há três meses mais ou menos! Desde então eu cortei totalmente o açúcar e a glicose está controladíssima, graças a Deus! Que 2014 nos traga ainda mais saúde!! Feliz Ano Novo!! Beijos!!! Rê!

    ResponderExcluir
  4. parabéns!Amei o seu blog,
    Estou seguindo e se puder me segue?
    O blog também está no Google + é só clicar em “ adicionar a” que está em baixo do lookbook.
    Siga a minha fan Page que está em baixo do lookbook.
    A minha fan Page está embaixo dos “seguidores”
    http://meuestiloe.blogspot.com.br/
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
  5. Que bacana Vanessa. Outro dia eu vi uma foto sua no face e ia te perguntar se você tinha conseguido a bariátrica, mas vi que não somos mais amigas no face, enfim....
    Eu saí do face, fiquei alguns meses longe, me mudei de estado, milhões de coisas aconteceram e quando voltei, muitooooos amigos não estavam mais lá.
    Acredito que você seja um desses.
    Sua história é muitooooo parecida com a minha, porém nunca pensei em fazer a cirurgia. Eu comecei firme e forte com as mudanças de hábito, RA e atividade física (sim em casa) há ano. Graças a Deus já eliminei bastante peso e faltam alguns para irem embora.
    É o que você falou, temos que trazer o tempo ao nosso favor. O que levou uma vida pra entrar, não vai sair em um ano.
    Parabéns pela força de vontade e que sirva de exemplo pra muitas mulheres.
    Abs

    Flaviana

    http://flavianasmuniz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Vanessa,

    Achei seu blog tem um tempinho. Te sigo no IG.
    Sabe, sua história é bem parecida com a minha. Qualquer dia desses vou postar no meu blog tmb. Tô criando coragem.

    Mas eu comecei agora minha mudança. Mas já tenho pesquisado a um tempo, sobre alimentação saudável. E tô bem firme e forte.

    Na aparência vc já emagreceu bastante.

    Por curiosidade, vc mediu sua circuferência abdominal antes de começar?

    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Pôxa Van, que bacana essa história e agora vendo que vc conseguiu a cirurgia, ainda fico mais feliz de vc ter alcançado mais da metade de seus objetivos.
    Tb ando fazendo isso, mudei td minha alimentação por produtos naturais e integrais e comecei uma rotina de pedaladas tds os dias, até final de semana eu pedalo, em menor quantidade, mas msm assim me movimento. Eu nunca tive diabetes nem pressão alta, nem colesterol nem nada, mas tenho problemas de tireoide, então de qualquer forma tenho que me cuidar.
    Sempre acompanho suas receitinhas, que são úteis demais!
    Mais pra frente qnd vc tiver podendo comer sólidos quero ver mais receitinhas...
    Parabéns mais uma vez pelo incentivo e a força para um vida mais saudável!

    Bjks ")

    ResponderExcluir

Comenta, menina!
;*